"Hormônios em frangos de corte": até que ponto isso é verdade?

Certamente você já ouviu sobre serem aplicados hormônios de crescimento em frangos de corte, função essa, que a mídia principalmente tem de divulgar informações errôneas e convencer a população sobre essa teoria.


Afirmar sobre sem conhecer é fácil, agora estar na lida e acompanhando o produtor para realmente poder afirmar algo é outra história totalmente diferente.

O Brasil é um dos maiores produtores de carne de frango no mundo, tanto em questão de consumo, quanto se tratando de exportação.

Frangos possuem hormônios, mas são hormônios naturais, assim como você que está lendo esse post. Todos os hormônios presentes no corpo são essenciais nas atividades biológicas do organismo, como crescimento e desenvolvimento do equilíbrio interno, assim como o ser humano não necessita de aplicação de hormônios para o seu crescimento e desenvolvimento.


"Aplicação de hormônios em Frangos de Corte", um dos maiores mitos da atualidade nas granjas comerciais.

Quando se houve sobre o uso de "promotores de crescimento", o que logo vem à cabeça da maioria são sobre "hormônios". Mas esses promotores são na realidade, antibióticos, como bacteriostáticos, que tem como função manter a integridade do trato intestinal das aves e suas devidas funções como absorção de nutrientes da ração e melhor ganho de peso, assim como sua saúde como um todo.


Mas afinal, por quê não se usa hormônios exógenos em frangos?

A seguir lhes apresentaremos alguns pontos sobre:

  1. É ILEGAL, em que a IN nº 17 de 2004 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), proíbe a administração, por qualquer meio na alimentação e produção de aves, de substâncias com efeitos tireostáticos, androgênicos, estrogênicos ou gestagênicos, bem como de substâncias ß-agonistas, com a finalidade de estimular o crescimento e a eficiência alimentar;

  1. Há riscos nas exportações, em que o Brasil sendo um dos principais exportadores da carne de frango no mundo, com qual razão iria se opor a tal situação, de modo que afete o mercado externo e interno?

  1. É inviável economicamente, imagine uma granja com 25 mil frangos, levaria cerca de dias para conseguir fazer essa aplicação em todos os animais, além de ser caro. Os fatores que proporcionam esse crescimento acelerado são a nutrição animal e o melhoramento genético, propondo melhores produções e resultados. Outro fator que também influencia é que não trás resultado nenhum, se ingerido juntamente com a ração, é ingerido como qualquer outra proteína. Ou seja, não tem nenhum efeito prático.

Ou seja, NÃO são aplicados hormônios em granjas de frango de corte, o que poderia afetar a produção e a comercialização dos mesmos.

Quer saber como melhorar sua produção? Entre em contato conosco e agenda já a sua reunião!




Trabalhamos com diversos serviços com Consultoria em Avicultura! Conheça já!







2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo