Planejamento forrageiro: como essa técnica pode engrandecer sua produção animal.


 

Qual o objetivo do planejamento forrageiro?

No caso de sistemas de produção animal, a melhora na eficiência de alimentação do rebanho, é um dos principais objetivos. Este planejamento é ainda mais importante quando a disponibilidade de alimento varia fortemente durante o ano, principalmente em sistemas que utilizam pastagem.

O planejamento de sistemas em pasto baseia-se em informações como a projeção da dinâmica do rebanho, a identificação de épocas críticas para sua nutrição (estação de monta, período de engorda, etc.) e o estabelecimento de níveis esperados de

produtividade da pastagem ao longo do ano.


Porque devemos fazer o planejamento forrageiro?

Um mal planejamento forrageiro torna improvável a obtenção de desempenho bioeconômico satisfatório para o empreendimento. Com isso, a ineficiência na gestão dos recursos forrageiros resulta em baixa lucratividade, má gestão de riscos, baixa produtividade, degradação das pastagens e, inclusive, na morte de animais por desnutrição.


Qual a importância de cultivar um pasto de qualidade ?

O sucesso no negócio da pecuária está no manejo do rebanho e das suas pastagens. É a combinação da criação de raças geneticamente superiores com as boas condições de vida e de alimentação do gado que garantem a alta qualidade do produto, com as características desejadas no mercado.

Para assegurar aos animais uma alimentação nutritiva, cabe ressaltar a importância do uso de sementes puras para o aumento na eficiência das forrageiras e a economia no sistema de produção. As sementes selecionadas apresentam um alto poder de germinação, o que garante uma boa cobertura e maior economia ao produtor.


Quais são as etapas necessárias para formar uma boa pastagem?
  • Fundamental que a propriedade tenha uma pastagem que agrade ao paladar dos animais;

  • Incluir capins com muitas folhas e poucos colmos — os tipos de pastagens que alimentam e engordam.

  • Realizar rotatividade do piquete.


Após a escolha, é necessário preparar o solo para receber a semeadura:

  • nivelar o solo e protegê-lo da erosão;

  • retirar a vegetação indesejada;

  • fazer a análise química do solo;

  • promover a adubação do solo;

  • controlar os insetos e pragas;

  • cuidar a umidade do solo.

Com a área de plantio preparada, as sementes devem ser inseridas entre 3 e 5 cm de profundidade, em sulcos ou plantio direto. Deve-se plantar na época das chuvas ou, no caso de áreas queimadas, semear sobre as cinzas (antes das chuvas), garantindo, assim, uma distribuição uniforme em toda a área.

 
Essas informações foram uteis pra você? Entre em contato conosco e saiba mais!



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo